Lembra um bege com subtons arenosos e concentração de grão de cor tostada. Com a aplicação de diferentes acabamentos, valoriza a sua essência principalmente no acabamento leather ou amaciado. A exploração desta bancada está em fase de crescimento. Quanto à sua aplicação é volátil quer em interiores quer em exteriores.

Em tons de cappuccino esta variedade √© muito semelhante ao Moca Creme de Gr√£o Fino mas difere deste por apresentar uma micro-granulometria muito suave. A sua uniformidade re√ļne caracter√≠sticas √≠mpares. Com origem na nossa pedreira da Moca √© um must have quer em exteriores quer interiores, conferindo-lhes um ar cl√°ssico e acolhedor.

A cor varia entre diferentes tonalidades de creme apresentando pequenos apontamentos esbranquiçados, exibindo tons mais claros e cappuccino. De fundo consistente e veios marcados, este calcário acrescenta aos espaços luminosidade e requinte decorativo, permitindo desenvolver outras tendências a nível arquitetónico.

M√°rmore de gr√£o m√©dio a fino, de¬†zonas brancas e acinzentadas e com veios de cor cinzenta. Com origem na zona alentejana de Vila Vi√ßosa √© um dos m√°rmores mais requisitados. Possui um vasto leque de aplica√ß√Ķes quer em revestimentos ou elementos decorativos. A sua densidade e resist√™ncia quando em compara√ß√£o com outros m√°rmores ganha evid√™ncia em exteriores.

Extraído na Serra dos Candeeiros, este calcário macio de cores cremes bastante claras e uma granulometria tendencialmente fina, tipicamente trabalhada em cross cut permite uma homogeneidade de grão e cor. A aplicação em fachadas valoriza este calcário.

Bastante id√™ntico ao Relvinha mas cortado em cross cut assumindo um efeito ‚Äėnuvem‚Äô mais disperso.
Apresenta uma escala de cores dentro dos beges.

De gr√£o e fundo bastante uniforme e dado a sua simult√Ęnea mistura de calc√°rio bege e azul, torna o produto mais vers√°til para trabalhos diferenciados. Recomendado para interiores e exteriores dado a sua caracter√≠stica bicolor. Ganha destaque em acabamentos como o ‘flamejado’.

Extraído da Zona da Ataíja de origem portuguesa, é considerado um dos melhores calcários a nível mundial devido à sua dureza e constituição, o que faz com que seja das pedras mais procuradas já que a sua densidade o torna perfeito para espaços de alto desgaste.
Dos poucos calc√°rios que permite o acabamento ‚Äėflamejado‚Äô, aliado √† sua colora√ß√£o bastante vers√°til permite uma conjuga√ß√£o de pantones de f√°cil uso, tornando-o assim um dos preferidos para design arquitet√≥nico.
A escala de cores pode ir de um cinza azulado até a um bege.

A cor varia entre v√°rias tonalidades de creme.

√Č uma das nossas mat√©rias primas mais procurada devido a sua tonalidade creme clara com distribui√ß√£o de gr√£o m√©dio a fino. Muito requisitada para projetos de grande dimens√£o (como hot√©is ou edif√≠cios de grande escala/ altitude) ou moradias.

Considerada uma das coqueluches dos designers de interiores j√° que confere eleg√Ęncia e amplitude aos espa√ßos.
Aplicação: ganha destaque em exteriores de grande dimensão a par com os interiores amplos.

Calcário de cor creme, com grão grosso e fundo relativamente uniforme, embora apresente um elevado nível de fósseis (de cor escura) bastante visíveis.
Recomendado para uso em pavimentos interiores e revestimentos.